Gráficos da Cidade e das Coisas

de Gonçalo M. Tavares

Os conteúdos desta criação estão disponíveis na íntegra apenas para os inscritos. Pode inscrever-se para aceder, gratuitamente, através do e-mail bilheteira@teatroviriato.com ou através do formulário no fim da página.


Gráficos da Cidade e das Coisas #1

Com o fim do confinamento, vivemos dias de incerteza e de questionamento. Para quem tem dúvidas ou confirmações futuras, o Teatro Viriato encoraja o exercício imaginário de construir mundos possíveis. Todas as segundas-feiras, apresentamos Gráficos Da Cidade e das Coisas, de Gonçalo M. Tavares. Registos detalhados das batidas dos corações dos vizinhos, quadros que revelam a tensão dos objetos que respiram as dores humanas, esquemas ilustrativos da gratidão das plantas ou de utilizações alternativas para gelo perdido no frigorífico ou drones nas mãos de senhoras mais velhinhas. 

Este é uma criação que se pretende construída em proximidade com o público. E o início da sua construção coincidirá com o primeiro dia da sua apresentação aos nossos leitores e espectadores. Começaremos com um conjunto de gráficos e evoluiremos para outras formas de tradução e expressão da obra de Gonçalo M. Tavares até ao espectáculo final em 2021. Este é um projeto que poderá ainda ocupar palcos diferentes até à sua apresentação final.

Gráficos da Cidade e das Coisas é uma criação que o Teatro Viriato acolhe enquanto laboratório do futuro dos dias, das artes, das letras e dos novos tempos. 

Ideia original / Autoria Gonçalo M. Tavares
Revisão de Texto Isabel Garcez
Produção Teatro Viriato
O Teatro Viriato é uma estrutura financiada pela República Portuguesa – Cultura /Direção Geral das Artes e pelo Município de Viseu


Inscreva-se para receber semanalmente a senha de acesso para Gráficos da Cidade e das Coisas